10 canais no Youtube que você precisa conhecer- Especial Mulheres Emponderadas - Do papel para o mundo

18 de novembro de 2017

10 canais no Youtube que você precisa conhecer- Especial Mulheres Emponderadas

A primeira de uma série de posts sobre coisas legais que achamos no Youtube


 Mulheres poderosas que falam super bem e ainda dão conselhos? Aqui tem. E elas não estão na área para brincar. Formadoras de opinião, usam sua voz para debater assuntos relevantes para a sociedade, mas que nem sempre tem espaço na mídia tradicional.

Os olhares são diversos, e alguns nomes você já deve conhecer. Umas preferem usar o humor como ferramenta didática, outras fazem uso da ironia. O fato é que essas youtubers têm dominado as redes de muita gente, seja para inspirar, fazer refletir ou jogar umas verdades na nossa cara. 

JoutJout Prazer

A essa altura da vida você já deve ao menos ter ouvido falar dela. Simples, bem-humorada, inteligente e autêntica. Apresenta o canal "JoutJout Prazer", que já soma mais de um milhão de inscritos. Trata sobre assuntos cotidianos, e seu vídeo mais famoso fala sobre relacionamento abusivo e se chama "Não tira o batom vermelho". 


Louie Ponto

Ahhh, eu amo essa pessoa! Natural de Florianópolis (SC), apaixonada por chá e gatos, além de ser vegetariana. Tem um jeitinho calmo de falar, mas se impõe com firmeza nos assuntos que acredita. Seus vídeos abordam sobretudo questões de gênero. Recentemente se posicionou contra a "cura gay" em seu canal. 

Gabbie Fadel

Ela criou um canal no Youtube por estar entediada. Isso mesmo. E nele fala desde intercâmbio à séries e feminismo. Sempre com muita atitude e sem papas na língua. Outra marca da youtuber que adora colorir os cabelos e chama seus seguidores de "unicórnios" é a ironia, e faz uso dela muitas vezes pra explicar assuntos tabus. 

Lully de verdade

Formada em Cinema e vídeo, fala em seu canal sobre assuntos cotidianos, feminismo, cinema e história a partir de análises de filmes. Atualmente seu canal está parado, mas é possível encontrá-la no "Canal Brasil", falando sobre entretenimento. 

Afros e afins por Nátaly Neri

Basta ler a descrição da youtuber e estudante de Ciências Sociais em seu canal para termos um pouco de noção de sua personalidade. Ela se define como "mulher negra, feminista, apaixonada por brechó, costura, moda e faça você mesmo". Namora o blogueiro transexual Jonas Vilela e já até gravaram vídeos juntos para o canal. A forma como ela se apropria das palavras, sobretudo quando fala de negritude é de aplaudir de pé. 

Mulheres de luta

Um projeto da Lascene Produções que convida mulheres como professoras, slam e ativistas sociais a suscitarem debates sobre a desigualdade de gênero. A ideia é emponderar mulheres através do audiovisual. As análises são muito interessantes por trazerem uma abordagem histórica.

Tá querida

Uma linda de cabelos coloridos (cada hora uma cor diferente), que teve como muitas jovens uma baixa autoestima, mas que conseguiu superar essa fase, por perceber que a culpa de toda essa paranoia de que mulheres nunca são bonitas o suficientes se deve ao sistema capitalista. Seu canal é bem amorzinho e com muito humor. Lá ela fala sobre a coloração de seu cabelo, aceitação, coisas que as mulheres já passaram, sua vida pessoal, maquiagem e muito mais. 

Canal das Bee

O que começou como um projeto de conclusão de curso virou um canal que debate vários assuntos considerados tabus. Com muita leveza, espontaneidade, vivência pessoal e convidados incríveis, o canal, criado por Jessica Tauane é um sucesso, e vale muito a pena assistir.

Stephanie Noelle

Pode ser emponderada e falar de moda e beleza? Claro que pode! As pessoas não são unidades particulares de uma coisa ou outra, mas seres complexos, e gostar de rosa não te impede de gostar de azul ou qualquer outra analogia. Isso tudo é mostrado nos vídeos dessa linda, que fala sobre maquiagem, mas também sobre aparências e autoimagem. 

AzMina

Canal da instituição sem fins lucrativos AzMina, que usa a "informação para combater os diversos tipos de violência que atingem mulheres brasileiras, considerando as diversidades de raça, classe e orientação sexual". 

E aí, gostou da lista? Conhece algum canal legal que tenha alguma mulher incrível? Então me conta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário