Por que o filme "Ana e Vitória" é tão incrível - Do papel para o mundo

6 de agosto de 2018

Por que o filme "Ana e Vitória" é tão incrível

Para fãs e demais
Na última semana estreou nos cinemas "Ana e Vitória", baseado na vida das cantoras. O filme, do gênero musical é uma "autoficção", pois apesar de trazer histórias das duas, o longa surgiu de conversas que as meninas tiveram com o Felipe Simas, produtor delas. Pois bem, eu assisti o filme nesse fim de semana e vim contar aqui o que eu achei, isto é, porque o filme é tão incrível!


Primeiramente quero deixar claro que sou fã dessas lindas e estava ansiosa por essa estreia! Ai, Deus, se este post ficar cheio de exclamação me perdoa, é a empolgação! Eu super recomendo, e pra assistir não precisa ser nem fã da dupla, pois além de não ser autobiográfico, o filme é uma comédia romântica, palpável e que desperta sentidos. Sabe quando alguém te conta uma história tão boa que você fica interessado e interessado... então, é bem assim a sensação provocada. 

Se a música une Ana e Vitória de forma tão profunda, a poesia as descreve. E pra quem gosta de poesia assim como eu, olha, no filme não falta. A cada frase dita eu viajava, em sentimentos, lembranças, porque a sinceridade que essas duas passam até numa história não documental é tão grande que o difícil é não se pegar em memórias. O difícil é não se identificar com algum riso, mania ou frustração.
A influência das redes sociais
Para quem está atrás de inspiração vale a pena conferir como as duas levam a vida - de forma simples e natural, como duas jovens que são e mesmo com a fama passam por um processo de descobertas e busca por si próprio. Para quem já é fã, "Ana e Vitória" é um presente que aproxima ainda mais. Para quem não é (ainda), o longa possivelmente trará um novo olhar sobre elas - mais humano e menos glamourizado. 

E a trilha sonora? O que falar dela? Só dá pra traduzir com exclamação! É muito linda, com músicas compostas pela Ana e cantadas pela dupla. Já não bastasse isso, o filme se inicia com as vozes de Nina Fernandes, Jade Baraldo, Bárbara Dias e outros nomes do cenário musical atual. 



Para a geração mais jovem e principal público das amigas de Araguaína, "Ana e Vitória" pode soar como uma conversa sobre amor, liberdade e amizade, temas fortemente destacados na produção, que também mostra a influência das redes sociais. Vale ainda destacar o humor presente no filme, que traz o cotidiano de Ana Caetano e Vitória Falcão salpicado entre o real e a ficção. 
Amor poético e caótico

Se quiser ouvir a trilha sonora (e se viciar como eu) segue a playlist no Spotify



Agora me conta, curte o som da dupla? Já assistiu ou vai assistir o filme? Quero saber! <3

Nenhum comentário:

Postar um comentário