Resenha do filme: Como superar um fora - Do papel para o mundo

25 de janeiro de 2019

Resenha do filme: Como superar um fora

Post resenha do filme Como superar um fora
Lançado no fim do ano passado na Netflix, o filme "Como superar um fora" conta a história de María Fe (Gisela Ponce de León), uma mulher que tem que lidar com o fim do relacionamento no qual ela levou o "fora". Sem saber encarar a situação ela passa por diversas fases, digamos, bem intensas. Nesse tempo vemos todos os clichês do processo de bad, como os amigos tentando (e surtando) ajudar a mais nova solteira do pedaço a prosseguir com sua vida. Tal superação só começa a existir de fato a partir da escrita em um blog

Como forma de imersão, a produção peruana nos apresenta as 5 fases do luto: negação, raiva, negociação, depressão, e por fim, a tão esperada aceitação. Com momentos bem cotidianos, não é nada difícil se identificar com algumas das três mulheres, entre elas Natália e Carol, que mesmo secundárias têm suas personalidades bem construídas. 
Como superar um fora
O longa é bem cômico, e pra quem gosta de referências pode ser um prato cheio, afinal, há várias citações e comparações com artistas como Avril Lavigne, Alejandro Sanz, e Britney Spears, além de memes propriamente encenados (só assistindo pra entender). Imperfeito, o filme brinca com estereótipos, como o da blogueirinha e da hipster zen, claro, louca dos signos. Porém, nada soa com tom depreciativo, e por isso ganha certos pontos. Vale dizer ainda que a atriz principal é a cara da Lea MIchele (a Rachel do Glee), e a história do filme poderia ser muito bem a da Bruna Vieira, do Depois dos Quinze (coisas que eu precisava desabafar). 

O machismo e o feminismo
Costurados no filme, os conceitos de machismo e feminismo se mostram presentes e estão em evidência. Sabe aquele chefe machista em cargo de poder que difere as funções de homens e mulheres de acordo com nada mais nada menos que seus sexos? E por isso, óbvio, elas ficam atarefadas com o que se refere a azeite e lenços umedecidos, já que só servem para cozinhar e chorar, e os homens ficam com coisas mais interessantes. Óbvio! (SQN). Mas bem, esse tipo de situação opressora é bem representado na trama, que tem boas doses de "girl power", e para elas nós dizemos "yes"!
Como superar um fora

Cores, decoração e moda
Um bônus para nossos olhares é que "Como superar um fora" traz cores vivíssimas tanto na decoração da casa da María (que casa, minha gente!) quanto nos looks usados pela mesma, que são uma graça. Esses detalhes tornam o longa ainda mais atrativo. 
Como superar um fora

Frases fofas e divertidas
Para quem como eu adora uma citação vale assistir o filme com a agenda na mão. Eu anotei algumas frases, mas sem dúvidas a minha preferida é "princesa que se respeita se salva sozinha". 
Como superar um fora
Por fim, fica o convite para tirar suas próprias conclusões deste original da Netflix, que para mim soube mesclar bem o entretenimento com a reflexão, fazendo soar como um verdadeiro passatempo típico do gênero comédia, mas sem ser meramente superficial


Ficha técnica
Título: Como superar um fora (Soltera codiciada)
Dirigido por: Bruno Ascenzo, Joanna Lombardi
Estreia: 29 de Novembro de 2018
Duração: 104 minutos
Classificação: 12 anos
Gênero: Comédia
País de origem: Peru
Elenco: Gisela Ponce de León, Karina Jordán, Jely Reátegui, Christopher Von Uckermann. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário