"Loja de unicórnios" - um filme sobre a liberdade de sermos nós mesmos - Do papel para o mundo

29 de abril de 2019

"Loja de unicórnios" - um filme sobre a liberdade de sermos nós mesmos

Loja de unicórnios
No início desse mês, gratas surpresas chegaram ao catálogo da Netflix. Uma delas é o filme "Loja de unicórnios", estrelado e dirigido por Brie Larson, vencedora do Oscar pelo tocante "O quarto de Jack". O original mescla fantasia com os dilemas da vida adulta, mas é sobretudo um filme em que se busca a liberdade de sermos nós mesmos. É isso o que vamos ver neste post, bora?

Primeiramente, apresentamos a personagem principal, Kit. Ela é insegura, e diversas vezes questiona a sua capacidade intelectual, o que piora ao descobrir que foi rejeitada pela universidade de arte. Então decide provar para seus pais, e talvez para si mesma que é adulta, o que em tese, significa ter maturidade. Assim ela aceita trabalhar numa agência de relações públicas, mesmo sem gostar do ambiente que exige roupas cinzas e formais. Muito mais lhe agrada o colorido do arco-íris, que ela faz questão de usar no dia-a-dia.
"Loja de unicórnios" - um filme sobre a liberdade de sermos nós mesmos

Kit renega toda a formalidade da vida adulta, e não consegue associar a felicidade a essa fase, que lhe parece entediante. A personagem sempre foi muito criativa, e na sua infância até tinha o Steve, um amigo imaginário, mais precisamente, um unicórnio. Porém os anos passaram, ela cresceu, mas o espírito de menina jamais morreu, e com isso a necessidade de ter um unicórnio de verdade. Kit argumenta que todo mundo precisa de magia na vida, mesmo sendo adulto. Sem dúvidas esta é uma grande lição deixada pelo original.

No que simboliza a busca por não deixar a criança que há dentro da protagonista morrer, ela começa a receber cartões de uma loja, na qual o dono é interpretado por Samuel  L. Jackson. Ele passa tarefas a Kit para que ela possa provar que é merecedora de um unicórnio. Nesse processo, ela vai amadurecendo, e conhecendo a si mesma
Netflix

O filme, com ares fantasiosos, flui naturalmente, e acho que a maior mensagem dele é que é possível crescer sem perder a inocência, sem perder o encanto que a infância nos permite ter. É também um filme sobre perseguir os nossos sonhos, mesmo quando todas as pessoas nos dizem que não somos capazes, ou que nossos sonhos não são suficientemente válidos. 
"Loja de unicórnios" - um filme sobre a liberdade de sermos nós mesmos

Além disso, vale ressaltar a belíssima fotografia, com sua paleta de cores amarelada e super colorida. Entretanto, técnicas à parte, "Loja de unicórnios" traz uma manifestação artística genuinamente forte, pela liberdade de ser quem somos,  sem capa, mesmo com todas as privações que nos são impostas pelo caminho


Agora me conta se você já viu o filme e qual a sua idade. Quero saber: ainda há criança em você?

Nenhum comentário:

Postar um comentário