Vagando por sonetos - Do papel para o mundo

22 de maio de 2019

Vagando por sonetos

Poesia
Eu sou a loucura contida no olhar 
De quem caminha sem olhar o chão
Sou aquela insana que clama o perdão
De quem a magoou

Eu sou a dor e o luto
Que proclama o nefasto
Sou a guerra perdida
que em tudo crê

Eu sou o mistério da solidão
Vagando por sonetos
Buscando inspiração
Sem cessar

Eu sou o lirismo perdido
De um poeta sem nome
Sou alguém que se desconhece
Que disse adeus

Bárbara Amorim

Nenhum comentário:

Postar um comentário