Incertezas - Do papel para o mundo

24 de julho de 2019

Incertezas

Incertezas
Não sabemos se amanhã irá chover
Se fará sol ou se ventará dentro de nós
Não sabemos se o caminho até o trabalho será curto ou longo
Um passo pode ser um tropeço, um oi pode ser um abraço
ou mesmo uma conversa embalada na saudade
Quem somos nós para prevermos o tempo da alegria ou da tristeza?

Ah, somos pontinhos
Caminhando debaixo do alto céu
Que ora chora, ora nos aquece
Ora nos faz clamar a eternidade
Ora nos faz querer sumir num surto desesperado

São tantos os segredos que guardam a vida
que nem o maior dos curiosos é capaz de desvendá-los
Até o fim do nosso ato nem a nós mesmos desvendaremos

Verdades são temporárias
Algumas mais que outras
Porém cada uma carrega em si a incerteza do tempo
E a ele nos enlaçamos

Bárbara Amorim

Nenhum comentário:

Postar um comentário