O véu da moça - Do papel para o mundo

18 de setembro de 2019

O véu da moça

Poesia o véu da moça
O véu da noiva revela seu rosto em pequenas partes
Mas não lhe apresenta além dos traços
Não diz seu nome e nem sua força

A moça que casa pode ou não ter casa
Pode sonhar com seu castelo
Ou ansiar pela simplicidade de um lar no campo
Ser moça não a torna igual a todas as outras moças

No altar ela pode dizer sim
Mas também pode dizer não a tantas coisas
Na cama, na cozinha e até após uma afirmação
Mudar é a arte de ser livre
E a moça pode

Seu véu não é prisão, meu caro
É amor, é entrega
Veja seu brilho nos olhos
Mas não se esqueça que o brilho é dela

Bárbara Amorim

Nenhum comentário:

Postar um comentário