Sentido - Do papel para o mundo

23 de julho de 2020

Sentido

Sentido poema
Essa palavra virou quase um conceito para mim
Tenho sentido tudo e buscado sentido para tudo
Porque a verdade é que há muito tempo tenho vagado
por ideias, momentos, dores antigas e constantemente atuais

Erramos tanto nessa vida
Mas talvez um dos nossos maiores erros 
seja escolher continuar errando
E quantas vezes não já acordamos abraçadas ao erro?
Quantas vezes não acreditamos que errar é uma forma de amar?

Com a chuva que em mim cai, aprendi que não
Amar é tanto sobre a liberdade de ser
Errar é se prender
E amor não é sobre prisão

Sentidos palpitam em mim e eu quero a graça do leve
A simples beleza de ser sem amarras me colore
Alguns pesos sempre serão dolorosos
Mas entre olhar para o passado e sangrar
Ou simplesmente viver sangrando, num gerúndio inesgotável,
eu escolho me presentear com o presente

Bárbara Amorim

Nenhum comentário:

Postar um comentário